Aluguéis: setor tem superávit, mas inadimplência sobe 88,89%

O aperto financeiro das famílias neste primeiro semestre apresentou reflexos no mercado de locação de imóveis em Fortaleza, mas também a reação do setor. Houve superávit de 9,47% entre a quantidade de aluguéis e devoluções. Esse fato é positivo diante do cenário nacional conturbado e da inadimplência que aumentou 88,89%.

O Índice AADIC/ DataImobi, criado pela Associação dos Administradores de Imóveis do Estado do Ceará (AADIC) no ano passado, realiza esse levantamento através da DataImobi, que acompanha através de robôs eletrônicos os sites de busca do mercado. Os dados foram apresentados ontem, com exclusividade para a coluna, e mostram um retrato do setor.

O bairro do Meireles, por exemplo, está em primeiro lugar, com 18,10% da oferta de imóveis em Fortaleza e apresentou queda de 2,2% nos preços dos alugueis. A involução nos valores ocorreu principalmente na área comercial, que sente mais o impacto da crise.

Demanda

PREÇOS EM ALTA NA ALDEOTA 

O curioso é que os preços nas locações na Aldeota subiram 13,20% no primeiro semestre. Esse resultado mostra bem o impacto do movimento da demanda, já que o bairro possui 10,40% dos imóveis oferecidos na Cidade.

Quem esperava uma redução maior dos valores aluguéis no Centro também teve uma decepção: houve reajuste de 7,20% pelo Índice AADIC.

Semestre

RESULTADOS DA MACROECONOMIA

O presidente da AADIC e diretor superintendente da Alessandro Belchior Imóveis, Germano Belchior, explica que os 10 principais bairros de Fortaleza concentram 59,10% da oferta de locação. Do balanço realizado no primeiro semestre nestes bairros, o mais preocupante foi o crescimento da inadimplência que subiu 88,89% em relação a 2015, além da evolução de 7,34% nos atrasos de pagamento. “Ninguém escapa da macroeconomia”, avalia Belchior.

O número reflete bem o nível de desemprego e de endividamento. “Os anos de 2014, 2015 e 2016 foram os piores em inadimplência dos últimos 10 anos”, acrescenta. Os locatórios têm enfrentando essa situação buscando formas de negociação e devoluções de imóveis.

 

Investidores

ÂNIMO COM DEFINIÇÕES POLÍTICAS

Germano Belchior acredita que o pior momento da economia já está passando. Ele afirma que, com uma definição política sobre o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, os investimentos retomarão no final de agosto e o mercado vai melhorar como um todo.

 

Fonte: O Povo
Ver todas as notícias